O corpo de uma bebê de 6 meses foi encontrado dentro de um poço em Tabaporã, a 197 quilômetros de Sinop, na noite dessa quarta-feira (9). O local foi indicado pelos próprios pais da vítima, que são suspeitos de matar a menina, ocultar o corpo e fugir. Segundo a investigação, o crime ocorreu no dia 27 de dezembro.

Testemunhas disseram ter visto os suspeitos perto do Rio Sereno, com um carrinho de bebê, no entanto, os moradores não viram se a criança estava no carrinho ou não. Depois, eles foram vistos sozinhos sem a criança e sem o carrinho e mais tarde, pedindo carona na estrada, apenas com mochilas e também sem o bebê.

Mergulhadores do Corpo de Bombeiros fizeram buscas após denúncia (foto: Corpo de Bombeiros)

A bebê morava com a família em Tabaporã e, segundo o Conselho Tutelar, os pais já haviam sido denunciados por maus-tratos. A menina ainda chegou a morar em um abrigo da cidade aos 3 meses de vida, mas os pais entraram na Justiça e conseguiram ficar com a guarda da filha. O Conselho Tutelar também afirmou que fazia visitas periódicas na casa da família.

Vizinhos denunciaram os pais novamente na semana passada. Eles afirmaram que a casa onde a família morava estava abandonada. Segundo a polícia, testemunhas afirmaram que o pai da criança disse deixaria a cidade às pressas e pediu que colocassem fogo nas coisas do bebê.

Logo depois da denúncia, a equipe da Polícia Civil de Tabaporã iniciou as investigações, identificando testemunhas que contribuíram com informações sobre o caso. O carrinho da criança foi encontrado às margens do rio. Mergulhadores do Corpo de Bombeiros foram acionados pela polícia para fazerem buscas no rio. Mas o corpo só foi encontrado após os suspeitos indicarem o local.

Mergulhadores do Corpo de Bombeiros fizeram buscas após denúncia (foto: Corpo de Bombeiros)

 a sua ajuda vale muito neste momento 

Nós trabalhamos todos os dias para que você se mantenha sempre muito bem informado. São dezenas de reportagens diárias e uma equipe de jornalistas focada em trazer as informações corretas, em tempo real. Nosso trabalho é pautado pela fiscalização do poder público, para garantir o seus direitos. Porque você merece saber a verdade sempre. E, se você acredita na importância do nosso trabalho, pode nos ajudar realizando pequenas doações para nossa equipe.

Você também pode nos ajudar a melhorar dizendo o que achou desta matéria. Sua opinião é muito importante.