Uma criança de dois anos de idade, identificada como Júnior Ribeiro Ferreira, morreu no Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC) na tarde deste domingo (1). A criança estava internada desde o dia 17 de novembro, quando foi espancada pelo padrasto, Igor Campos de Almeida (18), na cidade de Juína, a 446 quilômetros de Sinop.

Na época do crime, a criança foi leva pela mãe para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Juína em estado grave. Depois de três dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), ela foi encaminhada para a UTI pediátrica do PSMC, onde acabou falecendo duas semanas depois.

Num primeiro momento, tanto o padrasto quanto a mãe alegaram que os hematomas no corpo da criança haviam sido causados por uma queda acidental enquanto o menino corria na rua. Porém, o exame de corpo de delito apontou que a causa mais provável era agressão física.

O padrasto foi preso pela Polícia Civil no dia 22 de novembro e acabou confessando que havia agredido a criança sem nenhum motivo. Ele foi autuado por lesão corporal grave e depois encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Juína.


 a sua ajuda vale muito neste momento 

Nós trabalhamos todos os dias para que você se mantenha sempre muito bem informado. São dezenas de reportagens diárias e uma equipe de jornalistas focada em trazer as informações corretas, em tempo real. Nosso trabalho é pautado pela fiscalização do poder público, para garantir o seus direitos. Porque você merece saber a verdade sempre. E, se você acredita na importância do nosso trabalho, pode nos ajudar realizando pequenas doações para nossa equipe.

Você também pode nos ajudar a melhorar dizendo o que achou desta matéria. Sua opinião é muito importante.