Duas mulheres, identificadas como Luana Marques Fernandes (25) e Fabiola Pinheiro Bracelar (22), foram presas na noite da última terça-feira (26) pela suspeita de terem causado a morte de uma criança de três anos no município de Nova Marilândia, a 422 quilômetros de Sinop. De acordo com a Polícia Militar, a criança identificada como Davi Gustavo Marques de Souza chegou morta no Pronto Atendimento da cidade.

Durante o exame, os médicos encontraram hematomas no corpo de Davi e sinais de maus-tratos e, por esse motivo, chamaram a polícia. A mãe do menino, Luana, acabou presa junto com a namorada dela, Fabiola. Ainda de acordo com o relato dos médicos, Fabiola deixou a criança na unidade e foi embora.

Médicos encontraram vários hematomas no corpo do menino (foto: divulgação)

Segundo a Polícia Militar, as duas mulheres foram encontradas perto da casa onde elas moram, no bairro Planalto. Quando foram questionadas sobre a morte e os hematomas na criança, Fabiola negou o crime e disse que não tinha envolvimento, enquanto a mãe apenas chorou. Para os policiais, as duas demonstravam frieza em relação ao falecimento de Davi.

Fabiola (à esquerda) e Luana (à direita) foram presas suspeitas de causarem a morte do menino (foto: Divulgação)

De acordo com os médicos, Davi tinha diversos ferimentos pelo corpo. Segundo Fabiola, o menino sentiu dores, como se fosse um infarto, ficou roxo e se contorceu. Ela também disse que ele sofreu uma queda de bicicleta e, por isso, teria os hematomas pelo corpo. Porém, depois da morte, familiares da criança relataram que o menino sofria maus-tratos e era espancado. Em outra ocasião, Fabiola já teria atropelado o menino, que teve a perna e costelas quebradas.

As mulheres foram presas por homicídio doloso (quando há intenção de matar), maus-tratos e omissão de socorro. As duas foram levadas para a delegacia de Nortelândia, a 422 quilômetros de Sinop. O corpo do menino foi levado para necrópsia e um laudo deve apontar a real causa da morte.

Davi Gustavo Marques de Souza foi levado morto ao hospital de Nova Marilândia (foto: Arquivo pessoal)

 a sua ajuda vale muito neste momento 

Nós trabalhamos todos os dias para que você se mantenha sempre muito bem informado. São dezenas de reportagens diárias e uma equipe de jornalistas focada em trazer as informações corretas, em tempo real. Nosso trabalho é pautado pela fiscalização do poder público, para garantir o seus direitos. Porque você merece saber a verdade sempre. E, se você acredita na importância do nosso trabalho, pode nos ajudar realizando pequenas doações para nossa equipe.

Você também pode nos ajudar a melhorar dizendo o que achou desta matéria. Sua opinião é muito importante.