Mais 743 pessoas morreram na Itália na última terça-feira (24) em decorrência da pandemia de coronavírus (Covid-19) que assola o mundo. Com os casos, o número total de mortos no país subiu para 6.820. O número alarmante representa uma uma reversão na queda das mortes que estava sendo observada nos últimos dias, segundo o chefe da Agência de Proteção Civil italiana.

No sábado (21), morreram 793 no país. No domingo (22), este número abaixou para 650. Na segunda-feira (23), morreram 602 pessoas. Ainda assim, o número diário mais alto registrado desde que o contágio foi registrado na Itália, em 21 de fevereiro, foi o do último sábado.

Com a atualização dos números, o total de casos confirmados subiu para 69.176 em relação aos 63.927 anteriores, um aumento de 8,2%, em linha com a taxa de crescimento de segunda-feira. Os dados são da Agência de Proteção Civil. Das pessoas originalmente infectadas em todo o país, 8.326 haviam se recuperado totalmente na terça-feira, em comparação com 7.432 no dia anterior. Havia 3.396 pessoas em terapia intensiva, contra 3.204 antes.

A região norte da Lombardia, a mais atingida, permaneceu em situação crítica, com um total de 4.178 mortes e 30.703 casos. Em comparação, na segunda-feira eram 3.776 mortes e 28.761 casos relatados.