Companhias aéreas de todo o mundo estão em situação de emergência e os pacotes de resgate de governos são necessários o mais rápido possível para evitar o colapso de várias empresas, alertou o chefe da Iata (Associação Internacional de Transporte Aéreo) nesta terça-feira (24). O motivo é a queda brusca dos voos devido ao surto mundial de coronavírus (Covid-19).

Segundo o chefe da Iata, Alexandre de Juniac, durante entrevista coletiva:

Precisamos de um pacote de resgate de alta velocidade agora.

O economista-chefe da Iata disse que as companhias aéreas europeias são as que estão sob maior pressão no setor.